Brígida Baltar

Título: Quando fui carpa e quase virei dragão
Data: 2004
Dimensões: 41 x 34 cm
Material/Técnica: Aquarela sobre papel

Preço de venda: R$ 7.000,00

Descrição

Artista multimídia, Brígida Baltar freqüentou a (EAV/Parque Lage) e participou do Grupo Visorama no Rio de Janeiro. Nessa época, cria a obra Abrigo, em que projeta a forma do seu corpo escavada na parede de sua casa-ateliê, e a série Estrutura, na qual emprega tijolos para compor as obras.

Frequentemente capta suas ações em fotografias e filmes curtos, como no projeto Umidades, realizado entre 1994 e 2001, com base na coleta de elementos naturais e transitórios, como neblina ou orvalho, em excursões que faz à serra das Araras ou à serra dos Órgãos, no Rio de Janeiro. Apresenta, na 25ª Bienal Internacional de São Paulo, o trabalho Casa da Abelha, composto de fotografias, vídeos e desenhos. No fim desse mesmo ano, apresenta a exposição Coleta da Neblina (Cleveland).



Outras peças

ATENÇÃO: Os lotes não vendidos continuam disponíveis para aquisição através de contato direto com a produção. Dispensar